sexta-feira, 13 de janeiro de 2012


Ele inovou o modo de ver a vida, textos que tocam a alma, que fazem chorar; parece mágia mas não é, o responsável disso tudo é um homem, Caio Fernando de Abreu.
Não o conheci, verdade, mas sinto que o conhecesse, e tenha chegado bem perto de sua alma que iluminava talento, deixou pra esse mundo o maior tesouro possível, suas palavras, que hoje são conhecidas por qualquer um e são a febre das rede sociais.
Caio morreu no ano em que nasci, portador de aids, e até hoje quando meu "mundo gira" peço ajuda a suas obras, elas são um calmante, uma terapia gostosa; tenho certeza que ele havia ter uma aurea incrível, viveu intensamente como seus textos relatam que a vida deve ser, amou sofreu, mas ainda assim via beleza nos olhares, nas flores, enfim na vida.
Muito obrigada "mestre". :)

G.Araújo

Nenhum comentário:

Postar um comentário