sexta-feira, 13 de janeiro de 2012



E minha alma, sem luz nem tenda,
passa errante, na noite má,
à procura de quem me entenda
e de quem me consolará...

Cecilia Meireles

Nenhum comentário:

Postar um comentário